Queda tricolor! Rio Claro freia velocidade do Botafogo no Paulistão com vitória por 3 a 1

19/02/2014 09:23
As grandes atuações do Botafogo no Paulistão sofreram uma pausa na noite desta terça-feira (18), na abertura da nona rodada. Executando um futebol abaixo do que o esperado por sua torcida, o Tricolor foi derrotado pelo Rio Claro por 3 a 1, no estádio Augusto Schimidt Filho, em Rio Claro. O resultado freou a velocidade em que o time somava pontos, chegando a se tornar o melhor do interior.
 
Ainda com 16 pontos, o Bota poderá perder a liderança do Grupo B caso o Ituano (15 pontos) surpreenda nesta quarta (19) o invicto Palmeiras, justamente o próximo adversário botafoguense. O jogo será domingo (23), às 18h30, no estádio Santa Cruz. Porém, como fator positivo da rodada, o XV de Piracicaba apenas empatou com o Mogi Mirim (1x1) e chegou aos 11 pontos, cinco a menos que o Tricolor - os dois primeiros se classificam para as quartas de final.
 
Já o Rio Claro, que volta a jogar no sábado (22), às 21h, contra o Corinthians, assumiu a segunda colocação do Grupo D com 15 pontos, ultrapassando o Bragantino (13) provisoriamente e passando a ser um concorrente a mais do Botafogo pela vaga na Série D do Brasileiro - hoje estaria nas quartas de final.
 
No confronto entre Galo e Pantera, o time da casa foi superior durante a maior parte do jogo, embora o visitante tenha criado grande chance de abrir o placar com apenas 12 minutos, quando o atacante Marcelo Macedo recebeu cruzamento da esquerda e tentou marcar o gol com o peito. Cléber fez grande defesa. Aos 18, foi a vez do atacante Róbson aproveitar bola rasteira na área, se atecipar ao zagueiro Lima e abrir o marcador.
 
Na etapa final, o Rio Claro ampliou aos cinco. André Luiz recebeu pela esquerda e chutou rasteiro. O goleiro Gilvan não conseguiu segurar o chute do atacante. Volante artilheiro do Pantera, Hudson precisou marcar duas vezes para descontar. Aos 10, mandou a bola para as redes após pegar rebote, mas o árbitro anotou impedimento corretamente. Mas, aos 14, o lateral Giovanni desviou a bola em jogada de escanteio e Hudson apareceu no segundo pau para acertar um peixinho: 2 a 1.
 
Quando o técnico Wagner Lopes fazia as alterações na tentativa de buscar o empate, o Rio Claro "matou" o jogo com gol do meia Rafael Costa, cobrando falta, aos 41 minutos. Mais uma vez, Gilvan não conseguiu evitar que a bola passasse da linha do gol.
 
 
Ficha Técnica
RIO CLARO 3 X 1 BOTAFOGO
Estádio: Augusto Schimidt Filho, em Rio Claro
Árbitro: Júnior César Lossávaro
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Vitor Carmona Metestaine
Adicionais: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral e Fábio de Jesus Volpato Mendes
Cartões Amarelos: Rodrigo Celeste, Marcos Vinícius e Róbson (RC); Daniel e César Gaúcho (BOT)
Gols: Róbson 18'1º (1x0), André Luiz 5'2º (2x0), Hudson 14'2º (2x1) e Rafael Costa 41'2º (3x1)
 
RIO CLARO
Cléber; Carlinhos, Renan, Marcos Vinícius e Thiago Cristian; Nando Carandina, Patrik (Wendell), Rodrigo Celeste (Henrique) e Rafael Costa; André Luiz (Alex Afonso) e Róbson
Técnico: Fahel Júnior
 
BOTAFOGO
Gilvan; Daniel, César Gaúcho, Lima e Giovanni; Gilmak, Hudson, Camilo e Wellington Bruno (Afonso); Marcelo Macedo (Willian) e Mike (Vitor)
Técnico: Wagner Lopes
 
Rafael Gonçalves


*Exercite a ética jornalística. Cite a fonte.
Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!