Sucumbiu! Novo esquema não funciona e Botafogo perde da invicta Ponte Preta em Campinas

28/03/2013 10:57
Os "poderes" da invicta Ponte Preta resultaram na quarta derrota do Botafogo em 15 jogos no Paulistão - antes, havia perdido para Santos, Mirassol e Palmeiras. Embora tenha igualado as ações do jogo, o Tricolor sucumbiu com seu esquema diferenciado e foi derrotado por 1 a 0, com gol marcado pelo atacante William, artilheiro do campeonato agora com nove gols.
 
A formação 3-6-1 do técnico Marcelo Veiga não surtiu efeito. O Botafogo entrou com o volante Gilmak na ala direita, o lateral-direito Daniel como meia armador, e apenas Nunes no ataque. A derrota fez o Tricolor cair uma posição e agora ocupa o sexto lugar com 25 pontos, dez a menos que o líder São Paulo e quatro a mais que o Bragantino, nono colocado e primeiro fora do G8. A Ponte, por sua vez, segue na vice-liderança com 33 pontos - já está garantida nas quartas de final ao lado do São Paulo.
 
Há quatro rodadas do fim da primeira fase, o Botafogo terá dois jogos com times que lutam contra o rebaixamento (Ituano e XV de Piracicaba) e outros dois com times da parte de cima da tabela (São Paulo e Bragantino). No sábado (30), às 18h30, visita o Ituano no estádio Novelli Júnior.
 
Na noite desta quarta-feira (27), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, o Botafogo mostrou o seu cartão de visitas com apenas 40 segundos. E o árbitro mostrou o cartão amarelo. Cris cometeu falta, recebeu a advertência e não poderá enfrentar o Ituano. O Bota chegou a criar boas jogadas, como a do lateral-esquerdo Giovanni, que retornou de lesão após dois meses. Aos 12 minutos, ele recebeu a bola pela esquerda e arriscou o chute, assutando o goleiro Édson Bastos.
 
A Ponte Preta criou duas perigosas chances na sequência. Aos 29 minutos, Bruno Silva rolou para Chiquinho no setor direito. O meia-atacante chutou da entrada da área e a bola passou perto. Já aos 40, Rafael fez sua melhor defesa do jogo e salvou o Tricolor. No reflexo, espalmou uma cabeçada do lateral Artur após cobrança de escanteio.
 
No segundo tempo, o Botafogo caiu de produção e a Ponte Preta aproveitou. Aos 20 minutos, o zagueiro Preto Costa, caído, não conseguiu tirar a bola da área. Esperto, William ajeitou e chutou para abrir o placar. Três minutos depois, foi a vez de Gilmak "dormir" no lance. Cicinho aproveitou a falha, invadiu a área, mas chutou à esquerda de Rafael. Para fora. Até o fim do jogo, os técnicos fizeram um jogo de estratégia com mudanças nos dois times. Marcelo Veiga tentou avançar o Botafogo depois de ter escalado um time recuado. Guto Ferreira, por sua vez, respondeu trocando o meia Ramírez pelo volante Memo.
 
Suspensos
O zagueiro Cris e o volante Zé Antônio não poderão enfrentar o Ituano. Ambos receberam o terceiro cartão amarelo. No caso de Cris, o sexto. É a segunda série de cartões do jogador.


 
Ficha Técnica
PONTE PRETA 1 X 0 BOTAFOGO
Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas-SP
Público: 4.809 pagantes / Renda: R$ 36.620,00
Árbitro: Marcelo Prieto Alfieri
Auxiliares: Giulliano Neri Colisse e Fábio Rogério Baesteiro
Cartões Amarelos: Bruno Silva, Édson Bastos e Ramírez (PP); Cris, Zé Antônio e César Gaúcho (BOT)
Gols: William 20'2º (1x0)
 
PONTE PRETA
Édson Bastos; Artur, Cléber, Ferron e Renan; Baraka, Bruno Silva, Cicinho e Ramírez (Memo); William (Alemão) e Chiquinho (Diego Rosa)
Técnico: Guto Ferreira
 
BOTAFOGO
Rafael; Igor, Cris e Preto Costa; Gilmak, César Gaúcho, Zé Antônio (Dimba), Daniel (Francis), Fábio Gama (Douglas Packer) e Giovanni; Nunes
Técnico: Marcelo Veiga
 
Rafael Gonçalves
Voltar

Escreva seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!