O cara da Joia! Estrela de Macena brilha de novo e Comercial vence a primeira no quadrangular da A2

10/04/2013 02:37
Se a parada está complicada, acione o Macena! Assim tem sido a tônica do Comercial nos últimos jogos da Série A2 do Paulista: bola rolada para o atacante, que a coloca nas redes. Contra o Catanduvense, na noite desta terça-feira (09), a tática se repetiu e coube a Macena a missão de garantir a primeira vitória do Leão do Norte no quadrangular semifinal. Macena fez os dois gols no triunfo de 2 a 1 que recolocou o time na briga pelo acesso.
 
Com os dois marcados no estádio Palma Travassos, que recebeu bom público, Macena chegou aos dez na Série A2, tornando-se o vice-artilheiro do campeonato com seis gols a menos que Romão, do Capivariano. Já o time de Macena soma três pontos e poderá entrar no G2, zona de acesso, caso a outra partida do grupo entre Portuguesa e Capivariano tenha um vencedor. Ambos somam três pontos. O Catanduvense perdeu os dois jogos e está na lanterna.
 
No duelo da noite desta terça (09), o árbitro Robério Pereira Pires entrou em ação ao expulsar dois jogadores com apenas 26 minutos de jogo. Eduardo, do Comercial, acertou uma cotovelada no rosto de Sidcley, do Catanduvense, que revidou chutando as pernas do comercialino. Sem Eduardo, que foi escalado na lateral-direita no lugar de Paulo Ricardo, o técnico Luis Carlos Martins precisou reconstruir o time.
 
Logo o Comercial se acertou em campo e abriu o placar aos 42 minutos, quando o volante Acleisson dividiu a bola com um adversário e conseguiu tocar para Macena. O artilheiro invadiu a área pela direita e chutou rasteiro na saída do goleiro André Zandoná. A bola tocou na trave esquerda de Zandoná e entrou.
 
O Bafo seguiu melhor em campo até os 20 minutos, quando tirou o pé do acelerador e cedeu espaços ao Catanduvense. Depois de muitas mudanças feitas pelo técnico Luciano Dias, o Catanduvense empatou. Em um rápido contra-ataque, o meia Róbson fez jogada sobre o zagueiro Mirita e cruzou para o atacante Ermínio marcar, aos 33 minutos.
 
O empate era um péssimo resultado para o Comercial, que voltou a atacar e passou a lamentar um gol de Macena anulado aos 41 minutos. A arbitragem marcou impedimento. Entretanto, no minuto seguinte, Macena recebeu longo lançamento, se antecipou ao goleiro e acertou um chute no ângulo. Golaço que decretou a vitória comercialina.
 
 
Ficha Técnica
COMERCIAL 2 X 1 CATANDUVENSE
Estádio: Palma Travassos, em Ribeirão Preto-SP
Público: 3.255 pagantes / Renda: R$ 58.140,00
Árbitro: Robério Pereira Pires
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Osny Antônio Silveira
Cartões Amarelos: Macena (COM); Santos (CAT)
Cartões Vermelhos: Eduardo (COM); Sidcley (CAT)
Gols: Macena 42'1º (1x0), Ermínio 33'2º (1x1) e Macena 42'2º (2x1)
 
COMERCIAL
Alex; Rafael Goiano, Gustavo Bastos (Ricardo Oliveira) e Mirita (João Francisco); Eduardo, Acleisson, Willian Favoni, Leandro Oliveira, Samuel (Viola) e Magalhães; Macena
Técnico: Luis Carlos Martins
 
CATANDUVENSE
André Zandoná; Thiago Gasparino, Samuel, Bruno Alves e Sidcley; Wânderson, Everaldo, Santos (Vandinho) e Francisco Alex (Róbson); Renatinho (Léo Paraíba) e Ermínio
Técnico: Luciano Dias
 
Rafael Gonçalves
Voltar

Escreva seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!