Zona de risco! Comercial leva virada da Lusa, no Canindé, e mantém desespero contra a Série A2

24/02/2014 09:36
A reação heróica do Comercial para evitar o rebaixamento estava ganhando um novo capítulo na noite deste domingo (23), no estádio do Canindé, em São Paulo. Mas a virada aplicada pela Portuguesa, com vitória por 2 a 1, voltou a colocar o Leão do Norte em situação delicada, se aproximando da Série A2 de 2015.
 
Foi a segunda derrota de virada que o Comercial sofreu no Paulistão. O jogo no Canindé teve enredo parecido com o do Rio Claro, time que venceu na Joia pelo mesmo placar aplicado pela Lusa. A derrota mantém o Leão com os mesmos oito pontos, na vice-lanterna do Grupo A ao lado do Atlético Sorocaba e na 17ª da classificação geral com dois a menos que o Linense, que está à sua frente. A Portuguesa, que também luta para não cair, deu um salto na classificação, chegando aos 11 pontos na 14ª posição geral e na vice-lanterna do Grupo C. Segundo o site Chance de Gol, o Comercial tem 60,1% de possibilidade de cair e, a Lusa, 1,1%.
 
Para se salvar, o Comercial terá de roubar pontos contra todos os cinco times que integram o Grupo B: Corinthians, Ituano, Botafogo, Audax e XV de Piracicaba. O próximo duelo será contra o Timão, nesta quarta-feira (26), às 22h, em São Paulo.
 
No confronto deste domingo (23), a Portuguesa se soltou ao ataque desde o início e apostou nos chutes de fora da área. Todos, porém, defendidos pelo goleiro do Comercial Marcelo. Foi num chute de fora da área, também, que o Bafo balançou as redes. Mas o árbitro marcou impedimento do atacante Édson, que desviou a finalização do meia Mateus.
 
Na etapa final, os gols saíram. E o primeiro foi comercialino. Aos oito minutos, o atacante Clebinho lançou Édson, que saiu na cara do goleiro Glédson e apenas rolou no canto. Mas a Lusa cresceu, acertou a trave com o atacante Gabriel, aos 15, e logo virou. O empate saiu aos 18, quando o artilheiro Henrique aproveitou cobrança de escanteio e desviou com a cabeça. Foi o sétimo gol dele no Paulistão. Já aos 32, após cobrança de lateral, Henrique desviou na área, a bola sobrou na entrada da área e Gabriel mandou para as redes para fechar o placar.
 
Ficha Técnica
PORTUGUESA 2 X 1 COMERCIAL
Estádio: Canindé, em São Paulo
Árbitro: Wélton Orlando Wohnrath
Auxiliares: Marco Antônio Gonzaga da Silva e Eduardo Vequi Marciano
Adicionais: Leandro Bizzio Marinho e Camilo Morais Zarpelão
Cartões Amarelos: Marcone e Édson (COM)
Gols: Édson 8'2º (0x1), Henrique 18'2º (1x1) e Gabriel 32'2º (2x1)
 
PORTUGUESA
Glédson; Régis (Gabriel), Wágner Luiz, Diego Augusto e Bryan; Renan, Diego Silva (Coutinho), Rondinelly e Wanderson; Henrique e Leandro Banana (Laércio)
Técnico: Argel Fucks
 
COMERCIAL
Marcelo; Marcos Pimentel, Reniê (Luiz Eduardo), Edimar e Willian Simões; Xaves, Marcus Winícius, Marcone (Roger Guerreiro) e Mateus (Patrick); Édson e Clebinho
Técnico: Vágner Benazzi
 
Rafael Gonçalves


*Exercite a ética jornalística. Cite a fonte.
Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!